ERA UM TIPO NORMAL
27/05/2021 23:29 em Poema

 

Era um tipo normal. APAGADO.

Camaleão de festas. Nunca visto.

Se visto, não apreciado.

Mas sabia todos os nomes.

Os apelidos de todo mundo.

O triste que chorava fundo.

O melhor cara do mundo para ninguém.

Ele teria ajudado se pudesse.

Ele apenas ouve o rufar abafado de grandes asas.

E a voz sumindo. Ele a amava.

Ele poderia tê-la salvo.

Se ela o tivesse amado.

E não fosse um covarde perigoso.

Em ebulição psicopata.

 

 

Everton Luiz Cidade

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!