Filme-se
21/03/2021 20:31 em Poema

 

Tome um paracetamol

A ressaca pune as noites douradas

Filme-se gloriosa

Assista no repeat eu implorando seu amor

Fique fora das biqueiras essa semana

Casaremos numa cerimônia pagã

Contando estrelas cadentes

No céu nuclear

Vista sua jaqueta guepardo

Me encontre no banheiro para um sexo rápido

Antes do casamento – oceanos atravessados com tempestades no fígado

Amor nunca é demasiado - façamos um curta metragem.


 

 

 

 

Everton Luiz Cidade

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!