DANÇAR DANÇAR
26/08/2020 17:48 em Poema

 

O corpo se ajeitava

Dançar é

Estratégia

Eu estrangeiro de amor inteiro

Estranheza dos ossos

Estranheza de elásticas peles

Se a bebida não trabalha

Eu não saio de casa

Eu não chego em casa

Tu não estás

Tu te moves do meu movimento

Desajeitado em sincronia com os astros

Astrolábio de cada lugar pra cada um

A paz danifica a poesia dos aventureiros

Na poesia.

Qual o signo das virtudes?

 

 

 

 

Everton Luiz Cidade

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!