Revista Rockpedia
IMÃ
20/08/2020 21:39 em Poema

 

 

Maravilhoso invento à modernidade

Mas acabou!

Vampiros proclamam milagres

O abençoado seguiu o curso do rio

Ferramentas são armas

Festeja o proletariado

Mas acabou!

A festa

A revolução

O banquete

Sem poderes para a população

Sem prazeres para a população

Uma placa comemorativa para quem deu a vida

Ouro e paranoia para quem tirou essa vida

A corrida é patrocinada pela seletividade

Mas acabou!

A individualidade

A prosperidade

A paranormalidade

Cansamos de ser o que somos

Estamos com medo

Ficaremos como estamos

Ficaremos onde estamos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Everton Luiz Cidade

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!