Crianças
31/07/2020 13:45 em Poema

Quando crianças corremos para chuva

 

Sem medo da serpente

 

Nos beijamos como nunca mais beijaríamos

 

E fomos universo em segundos

 

Corpos cordiais, bravos mundos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Everton Luiz Cidade

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!