Revista Rockpedia
Porém
25/02/2020 09:57 em Poema

Porém

Do que reclamas

Se minhas costas te servem de cama

Pra que o revide se a hora é pouca?

Dardos arremessados em caridosas

Sobrancelhas caricatas

A risada foi guardada num caracol noturno

Eu me abandonei pra ser o que o corpo não almeja

Em cordas ou ervas medicinais

Porém

Estaremos sempre bem

Sendo

Desesperados e sagrados animais.

 

 

 

 

Everton Luiz CIDADE

COMENTÁRIOS