Clama por final de semana
14/11/2019 11:28 em Poema

Meu coração que ostenta raiva

Não que valha a batalha

Ou a dor que emana

Dessa flor diurética

Ou os impropérios dissimulados

Os elogios assimilados

Perfeito amor de amor perfeito

Vem das nuvens para fixar-se nas folhagens

Vivaz velocista transido entre as margens

A cada sol um novo rosto

Em teu crânio é posto

Eu amo de amo amar-lhe

Com todo gosto

E inadequação

Que saudade de ser visto em tua mão

Que saudade de ser combustível da tua chama.


EVERTON LUIZ CIDADE

COMENTÁRIOS